Visões de investimento a partir da Black Friday 2018

A Black Friday 2018 aconteceu em 23 de novembro, e pode ser considerada um verdadeiro sucesso. De acordo com dados da consultoria Ebit, o faturamento de R$2,6 bilhões computado durante os dias 22 e 23 sofreu aumento de 23% em relação ao ano passado, e chegou a superar as expectativas de crescimento, que eram de 15%.

Hoje, o evento é considerado um dos mais importantes do varejo online e representa aproximadamente 4,5% do faturamento anual do e-commerce, um número que só tende a crescer nos próximos anos.

O ritmo de crescimento das vendas durante a Black Friday nos últimos 5 anos foi superior a 27,6%, o dobro do crescimento total do e-commerce. Esse dado indica o enorme potencial do varejo online para o futuro. E isso pode ter tudo a ver com o sucesso de seus investimentos!

Neste post, vamos compartilhar os principais dados sobre o evento e alguns insights sobre o mercado de investimentos a partir dos resultados da Black Friday 2018.

Destaques da Black Friday 2018

A Black Friday 2018 foi marcada por muita variação de preços. O Submarino e o Extra foram as lojas online com posicionamento de preço mais baixo, seguidos de Ponto Frio, Casas Bahia e Carrefour. A título de comparação, em 2017 esse posto foi do Mercado Livre e Americanas.

Já o Magazine Luiza foi o e-commerce que manteve os preços mais altos, mas, em contrapartida, compensou concedendo frete grátis. A varejista apresentou um aumento do percentual desse benefício de 4% na segunda semana de novembro para 61% durante a Black Friday. O frete gratuito foi oferecido para compras acima de R$ 99 e também para pedidos realizados por meio do aplicativo móvel da loja. O Mercado Livre e as Americanas também se destacaram nessa seara, com percentuais de, respectivamente, 45% e 36% de frete grátis. Se levarmos em conta o pagamento a prazo, o Ricardo Eletro foi a loja que praticou preços mais elevados.

Apesar de este movimento ser coibido para não “queimar o filme” da Black Friday, algumas lojas fizeram a famosa tática de aumentar os preços nas semanas anteriores ao evento para, em seguida, baixá-los novamente, “maquiando” os descontos e fazendo-os parecerem mais expressivos do que realmente eram.

A partir de outubro, houve um aumento do índice de preços, tanto para compras à vista como para as parceladas, nas Americanas.com, no Magazine Luiza e no Mercado Livre. Mas essa não foi a regra. Outras lojas virtuais, como o Ponto Frio, a Amazon, as Casas Bahia e o Submarino realmente reduziram seus preços em relação à segunda semana de novembro.

Empresas mais recomendadas para se investir

Com base no seu histórico e nos dados da Black Friday, uma das empresas mais recomendadas para se investir no mercado de ações, atualmente, é a B2W. A expectativa é de que a gigante do e-commerce continue evoluindo e apresente crescimento ainda mais expressivo, sendo uma ótima oportunidade para obter bons rendimentos.

Outro fator que influenciou essa recomendação foi o lançamento da Ame Digital esse ano, uma ferramenta idealizada para fazer compras em suas próprias marcas, carregar saldos e realizar transferências, funcionando como um ótimo meio de reter o capital dentro do ecossistema da empresa, e que ainda tem muito potencial de crescer.

Estima-se que, com as novidades e mudanças de foco que aconteceram nos últimos tempos, a empresa passe a gerar ainda mais caixa e se tornar mais sustentável, o que faz dela uma empresa em que vale a pena aplicar dinheiro.

Dentre os riscos negativos, estão o da concorrência, a possível dificuldade de implementar 100% e desenvolver o sistema da Ame Digital e o eventual aumento da taxa de juros no Brasil. Já entre os riscos positivos pode-se citar o crescimento acelerado, o grande aumento da base de clientes da nova plataforma e uma possível retomada da economia brasileira.

Outra empresa em que vale a pena ficar de olho é a Via Varejo, que agrega uma série de e-commerces brasileiros. Com a recente integração das lojas físicas com a virtual, os resultados devem melhorar no próximo ano.

Recentemente a Via Varejo fechou uma parceria com a AirFox Brasil, startup de tecnologia financeira que visa ao desenvolvimento de soluções inteligentes para pagamentos móveis. Isso deve causar uma movimentação ainda maior na companhia. Pode ser uma ótima opção, portanto, comprar ações da organização antes que o preço aumente muito.

Uma aposta um pouco menos certeira, mas que ainda pode ser interessante, é a Magazine Luiza. A loja online tem crescido muito nos últimos anos, tendo se consolidado como um dos principais players de seu setor.

Além disso, a integração da loja física com a loja virtual, tal como ocorre com a Via Varejo, melhora o fluxo operacional e proporciona uma experiência de compra mais rica para o cliente, o que se reflete nas vendas. Entretanto, após uma forte valorização de seus papéis num passado recente, talvez parte de seu potencial já esteja refletido nas ações.

No fim das contas, a opção mais acertada ainda é diversificar sua carteira de investimentos e não colocar todo o seu capital disponível em um mesmo ativo. Assim, você protege suas economias e tem a oportunidade de obter melhores rendimentos.

Precisa de ajuda para gerenciar a sua carteira e controlar melhor seu dinheiro? Visite o nosso site e conheça nossas soluções!

Sobre o Autor

LiveCapital

LiveCapital é um gerenciador de investimentos que ajuda você a controlar online todas as suas ações, derivativos, fundos, renda fixa e outros ativos.