Valor Presente Líquido – Qual a importância desse conceito nos investimentos?

Para que um investimento traga bons resultados, é fundamental fazer uma análise de viabilidade de projetos de investimentos e, assim, estabelecer em que aplicações o capital disponível será alocado. E como se analisa a viabilidade de um investimento? Simples: acompanhando as métricas de perto e buscando o máximo de informação possível para escolher as melhores opções do mercado, dentre as que se alinhem com seu perfil. 

Uma das métricas relevantes para fazer esse acompanhamento é, sem dúvida, o VPL – Valor Presente Líquido. Nesse post, vamos explicar esse conceito e sua importância para seus investimentos!

O que é VPL?

O Valor Presente Líquido é uma métrica usada para determinar se um investimento é viável ou não. Seu objetivo é mensurar o valor presente de uma série de pagamentos futuros, deduzindo desse cálculo uma taxa de custo de capital. Portanto, saber aplicar corretamente esse conceito impacta de maneira direta qualquer planejamento financeiro que você tenha em mente. 

O cálculo do VPL considera fatores como o investimento inicial, o tempo de investimento, o fluxo de caixa e o retorno dentro do período estabelecido. Isso é necessário porque não se pode simplesmente subtrair ou somar valores futuros no fluxo de caixa de um projeto sem levar em conta o valor do dinheiro ao longo do tempo, ou seja, a variação que aquele capital vai sofrer por conta da inflação. 

Na prática, o que o VPL faz é trazer para o presente os fluxos de caixa de um determinado projeto de investimento e somá-lo ao capital inicial para estudar a viabilidade de tal projeto. 

Como realizar o cálculo do VPL?

A fórmula do VPL é uma ligação entre os principais itens relacionados a um investimento: o fluxo de caixa, o tempo do investimento e a taxa de desconto que, no caso, corresponde ao valor que o investidor lucraria caso investisse o dinheiro em uma aplicação considerada segura. Normalmente, utiliza-se a taxa Selic nesses casos.

Você pode calcular o VPL da seguinte maneira: 

VPL = FC0 + FC1/(1+i)^(j+1) + FC2/(1+i)^(j+2) + … + FCn/(1+i)^(j+n)

Sendo as variáveis:

VPL: soma do valor presente de todos os fluxos de caixa previstos no negócio, que indica a sua viabilidade.
FC0: valor que representa o investimento inicial. 
FCn:  valor que representa o fluxo de caixa em determinado período N (meses ou anos, por exemplo). 

Esse cálculo também pode ser feito automaticamente utilizando o Excel ou até mesmo calculadoras financeiras online, para facilitar o seu trabalho. Assim, você pode focar somente na interpretação dos resultados obtidos e, é claro, no planejamento de sua estratégia com base neles. 

E agora, como entender esses resultados?

Feitos os cálculos, você irá obter um resultado positivo, negativo ou neutro. No caso de o VPL dar negativo, isso significa que não é viável e, se posto em prática, poderá trazer prejuízos. Já se der positivo, é sinal de que o investimento é perfeitamente executável e pode trazer ganhos financeiros ao investidor. 

Há ainda um terceiro cenário, o VPL neutro. Nesse caso, o investimento é possível de ser executado, mas não trará nem prejuízo nem benefício algum. Portanto, para que fazê-lo? 

Lembre-se sempre de que, quanto maior o valor do VPL, melhor é a avaliação do negócio ou ativo em potencial e, ao contrário, quanto mais baixo o valor do VPL, mais inviável é o projeto em questão.

Qual a importância do VPL para os seus investimentos?

O VPL é uma das métricas essenciais a serem acompanhadas e analisadas na hora de optar por um investimento, já que leva em consideração a variação do poder de compra do dinheiro ao longo do tempo e o custo de oportunidade do capital a ser aplicado. 

Usando esse cálculo, o investidor se assegura de que o seu investimento realmente terá boa rentabilidade e que o dinheiro aplicado sofrerá valorização mesmo diante das taxas de inflação. Isso confere mais segurança às transações e evita que o investidor acabe perdendo dinheiro. Além disso, ele tem uma outra vantagem: o VPL pode ser usado em qualquer tipo de fluxo de caixa, o que simplifica muito os processos. 

Além de ser utilizado com foco nos investimentos, o VPL também pode ser aplicado para calcular a viabilidade de projetos corporativos, tais como o lançamento de novos produtos ou serviços ou a migração para um novo sistema. 

 

Gostou desse artigo e achou que foi útil para você? Não deixe de nos acompanhar também nas mídias sociais e receber o melhor conteúdo sobre planejamento financeiro e gestão de investimentos

Sobre o Autor

LiveCapital

LiveCapital é um gerenciador de investimentos que ajuda você a controlar online todas as suas ações, derivativos, fundos, renda fixa e outros ativos.