Que fatores influenciam o preço das ações?

Qualquer um que já tenha investido na Bolsa de Valores sabe que os preços das ações apresentam muita variação e que, em questão de minutos, o cenário pode mudar completamente. Mas você já parou para pensar em por que isso ocorre? Neste post, vamos explicar quais são os principais fatores que causam oscilações no mercado e influenciam no preço das ações

Em primeiro lugar, é preciso mencionar as variáveis macroeconômicas do período, ou seja, questões de cunho econômico, político, social e financeiro capazes de influenciar todo o cenário do país e, consequentemente, refletir no mercado. 

São as variáveis macroeconômicas que ditam o crescimento econômico, a taxa de juros e o índice da inflação, por exemplo, variáveis que também se refletem diretamente nos preços das ações na Bolsa. Por exemplo, quando o PIB aumenta ou a inflação cai, os preços dos ativos tendem a subir, já que isso significaria uma melhora econômica e atrairia os investidores. Da mesma forma, quando a economia piora, a inflação está alta ou os juros sobem, isso também se reflete na Bolsa, derrubando os preços dos ativos. 

As variáveis setoriais também têm influência sobre os preços das ações. Variáveis setoriais nada mais são do que aquelas que estão intrinsecamente ligadas ao setor em que se pretende atuar, e correspondem às expectativas do mercado financeiro para as diferentes áreas da economia, analisando o tamanho daquele setor, o quanto ele representa, seu histórico de variações, qual é o seu faturamento e sua tendência de crescimento, entre outras análises. Como são mais específicas, as variáveis setoriais exigem que o investidor estude minuciosamente os setores nos quais pretende aplicar dinheiro. 

Vale lembrar que as variáveis setoriais não necessariamente estão ligadas ao aquecimento da economia: há casos em que o setor pode crescer mesmo no meio de crises econômicas. Os comportamentos variam de setor para setor, e é preciso estar atento a isso. 

O último tipo de variável que impacta nos preços dos ativos são as variáveis do mercado, ou seja, aquelas que têm a ver com a lei da oferta e da demanda. Em outras palavras, se um ativo estiver sendo muito visado na Bolsa, ele se valorizará e os preços subirão, pois a procura estará sendo superior à oferta. Cabe salientar que o contrário também é muito comum: caso muitos investidores resolvam vender seus ativos, os preços caem. 

As variáveis do mercado sofrem influência das expectativas sobre seus setores, mantendo uma certa relação com as supracitadas variáveis setoriais. É o fenômeno da especulação, que tem relação direta com o sentimento do mercado

Algumas causas que influenciam na lei da oferta e da demanda são problemas econômicos, tanto no mercado nacional quanto no mercado internacional (crises financeiras, por exemplo), ou até mesmo problemas internos da própria empresa, como quedas nas vendas ou crises de gestão. 

Para além dessas variações expostas acima, existem ainda outros fatores que podem impactar nos preços de ativos, como, por exemplo, a presença da empresa nos meios de comunicação e a sua popularidade. Em geral, empresas que estão sempre sendo lembradas pelas pessoas e são expostas na mídia constantemente (de preferência, uma exposição positiva!) têm suas ações mais procuradas e, conforme já explicamos, maior demanda gera aumento de preço. Já as empresas mais “esquecidas” no imaginário popular, ou que tenham tido uma exposição negativa nos noticiários, tendem a se desvalorizar. 

Vale ainda lembrar que o número de ações emitidas pela empresa também influencia no seu preço, uma vez que o valor de uma companhia equivale ao preço de suas ações multiplicado pelo número de ações disponíveis no mercado. Por essa razão, mesmo que uma empresa ofereça boas perspectivas de investimento, pode acabar precisando vender seus ativos por valores muito baixos caso a quantidade de ações à venda seja elevada demais e poucos investidores demonstrem interesse. Nesse caso, seria preciso rever o número de ações à venda para voltar ao equilíbrio.

Como você pode perceber, inúmeros fatores são capazes de influenciar nos preços dos ativos e, portanto, é papel do investidor conhecer e estudar muito o mercado para criar uma estratégia inteligente e precisa.

É preciso não só ficar de olho no mercado em si, acompanhando as análises de especialistas, mas também estar atento ao cenário como um todo: é preciso saber o que está acontecendo no país, o que está sendo capa dos jornais e revistas e quais são as principais tendências. Tudo isso refletirá nos resultados de seus investimentos, minimizando os riscos de operar na Bolsa, e evitando perder dinheiro. 

Sobre o Autor

LiveCapital

LiveCapital é um gerenciador de investimentos que ajuda você a controlar online todas as suas ações, derivativos, fundos, renda fixa e outros ativos.