O que esperar do mercado financeiro em 2019?

É chegado o momento de tomar decisões importantes sobre como empregar seu dinheiro em 2019, afinal, nada melhor do que aproveitar o início do ano para buscar melhorias. Porém, antes de finalmente decidir onde investir no mercado financeiro nesse ano que começa, é importante conhecer bem o cenário econômico atual.

Em 2019, a expectativa é de que haja uma retomada da economia, com a elevação da Taxa Selic e uma pequena queda na inflação. As reformas previstas pelo Governo Federal também devem causar impactos no cenário econômico brasileiro, assim como o aumento dos juros na economia norte-americana pode desencadear uma desaceleração do crescimento mundial. É preciso, portanto, levar todas as mudanças previstas para 2019 em consideração na hora de investir. 

Quer saber quais são algumas das principais tendências e quais são os melhores investimentos para fazer este ano? Neste post, vamos traçar um breve panorama sobre o que esperar do mercado financeiro em 2019 para fazer as melhores escolhas. 

As fintechs

Uma das grandes tendências que envolvem o mercado financeiro é que, cada vez mais, operações que antes eram totalmente analógicas e presenciais passarão a ser feitas digitalmente. Isso implica em um crescimento da participação das fintechs, que ganharão espaço e trarão muitas inovações, de modo que, para não perder força, o mercado deve se adaptar. 

Nesse sentido, algumas tendências devem se fortalecer. Uma delas é no que se refere aos pagamentos. A nova regulamentação dos “fast payments” esperada pelo mercado deve abrir várias novas oportunidades, trazendo produtos e serviços mais baratos para o consumidor final. A tendência do QR Code deve se popularizar ainda mais, já que consegue otimizar a experiência do cliente ao mesmo tempo em que garante a segurança da informação. 

Também deve haver mudanças no que diz respeito ao crédito, com novos modelos de negócios se consolidando. Scores de crédito baseados em informações positivas, em contraponto ao modelo tradicional de informações negativas, são uma tendência forte.

Pode-se esperar ainda que as criptomoedas sigam ganhando força. Hoje, elas estão mais seguras e mais maduras, e suas aplicações práticas irão se expandir. Isso abre uma enorme janela de oportunidades para fundos de criptomoedas. 

No que concerne os investimentos propriamente ditos, espera-se que haja maior abertura ao mercado exterior.  Fintechs que permitam que os brasileiros invistam no exterior via smartphone provavelmente darão acesso a mercados maduros, e a liberdade econômica deverá se estabelecer cada vez mais. 

Os melhores Investimentos de curto prazo para 2019
 

Para quem quer ganhar dinheiro no curto prazo neste novo ano, o aconselhável é apostar nos investimentos que apresentem boa liquidez, sejam pós-fixados e garantidos pelo FGC para garantir a segurança da transação. Além disso, as aplicações também devem oferecer um retorno bruto em torno de 100% do CDI.

Uma das grandes apostas para 2019 são as Letras de Câmbio, títulos de crédito emitidos por financeiras. Elas têm boa rentabilidade e podem ser utilizadas para objetivos de curto prazo, em torno de 180 dias.

As LCIs e LCAs, títulos de renda fixa emitido pelos bancos, também são opções interessantes, com as vantagens de serem isentas de Imposto de Renda e ter mais títulos disponíveis, com prazos que podem ser ainda mais curtos do que as Letras de Câmbio. 

O Certificado de Depósito Bancário, ou CDB, também apresenta boa rentabilidade, acima de 100% do CDI, a curto prazo, e é uma das aplicações de renda fixa com maior oferta de papéis. Existem alguns CDBs com liquidez diária, o que pode ser uma ótima pedida para os investidores que têm pressa. 

Por fim, o Tesouro Selic segue sendo uma ótima opção, que garante segurança e bons rendimentos, inclusive no curto prazo, mesmo com o desconto de Imposto de Renda. Para quem quer uma aposta certeira, a dica é investir nos títulos do Tesouro e aproveitar os bons retornos. 

Os melhores Investimentos de médio e longo prazo para 2019

Para investidores moderados que queiram investir a médio ou longo prazo, uma boa dica é aplicar nos fundos multimercado, já que seus riscos são diluídos, pois o administrador do fundo pode aplicar o dinheiro em ações, commodities, moedas, ativos de renda fixa, entre outras aplicações. Essa é uma ótima oportunidade de diversificar a carteira, inclusive. 

As debêntures também são boas alternativas, devido à sua rentabilidade atrativa.  Porém, elas são mais indicadas para quem tem mais tolerância a riscos, pois não contam com garantia do FGC e, se a instituição emissora abrir falência, o dinheiro investido se perde. Outra opção são as debêntures incentivadas que, por serem emitidas por empresas de setores estratégicos, têm isenção de impostos. Já explicamos mais sobre elas nesse post

Para quem está realmente disposto a correr mais riscos em prol de retornos financeiros excelentes, o ideal é investir em ações. A dica para tornar o investimento um pouco menos arriscado é sempre procurar empresas bem geridas, de boa reputação, sobretudo nos setores varejista, financeiro e energia elétrica. 

 

Esperamos que este post tenha sido útil. Um rico e próspero 2019 para você! 

Sobre o Autor

LiveCapital