Glossário de investimentos: 6 expressões que você precisa entender!

Quem nunca pensou em viver de renda? Atingir a tão sonhada sustentabilidade financeira e melhorar a qualidade de vida?

No mundo dos investimentos, isso é possível, contudo, é um lugar perigoso onde vários termos diferentes são usados. É dever dos interessados conhecer o glossário de investimentos se desejam participar e atingir suas metas para conquistar seus sonhos.

Ainda não conhece esses termos? Então confira, neste artigo, alguns dos nomes mais utilizados no mercado de valores mobiliários e ganhe confiança ao investir!

1. Diversificação

Investir pode trazer grandes vantagens, porém, também vem com altos riscos. Quando um investidor aplica seu recurso em apenas um investimento, ele corre um sério perigo, pois, caso aquele projeto não dê certo, é bem provável que ele perca todo ou grande parte do recurso.

Para evitar esse cenário, é fortemente recomendável que o investidor diversifique seus investimentos em vários tipos diferentes para pulverizar seu risco.

2. Bolha Especulativa

Esse termo representa um fenômeno que acontece em uma cotação de bolsistas, na qual se especula um valor exagerado para o papel. Geralmente, logo após essas previsões, há uma forte queda e o preço que se imaginava acaba sendo derrubado, criando alto prejuízo.

3. Fundos de investimento

Termo muito usado no glossário de investimentos, ele representa um grupo de investidores que unem seu capital em um único fundo para melhorar suas chances de diversificar suas carteiras de investimentos. Existem diversos fundos voltados aos vários tipos de investimentos: renda fixa, renda variável, abertos, fechados.

Seus participantes recebem “cotas”, que representam a sua parte de contribuinte, e é com elas que ele ganha sua renda. A grande vantagem de um fundo de investimento está na possibilidade de diversificar com baixo custo.

4. Depósitos

Nós damos o nome de depósito a toda quantia que um investidor entrega a uma instituição financeira a fim de manter sua guarnição. Geralmente, esse valor é remunerado pela instituição ao titular, em sua totalidade, com base em alguma taxa de juros que foi acordada entre as partes.

São vários os tipos de depósito. Os mais comuns são aqueles os do tipo simples, a ordem e a prazo, porém, nos investimentos de uma maneira geral, há aqueles de renda fixa e renda variável. Seja qual for o tipo de depósito, é dever da empresa garantir crédito para o titular.

5. Liquidez

Podemos definir esse termo do glossário de investimentos como a capacidade de um ativo, seja ele um investimento ou não, de transformar-se em dinheiro.

Para um investidor, a liquidez representa um dos pilares do tripé dos investimentos — rentabilidade, segurança e liquidez — que dá, ao investidor, facilidade em transformar seus papéis em dinheiro, de fato, facilitando as movimentações financeiras e sua capacidade de retorno.

6. Inflação

A inflação é utilizada na economia para expressar a elevação dos preços em geral — tanto de produtos como de serviços no mercado — desse modo, gerando uma desvalorização do capital e corroendo o valor da moeda, diminuindo o poder de compra dos usuários.

Conhecer os termos do glossário de investimentos é o primeiro passo para diminuir seu risco legal e diminuir suas chances de calote. Dessa forma, você poderá, posteriormente, descobrir seu perfil de investidor e começar sua caminhada para viver de renda e realizar seus sonhos!

Gostou do nosso artigo? Então siga-nos nas redes sociais e tenha acesso a ainda mais conteúdo sobre o mundo dos investimentos! Estamos no Facebook, no Twitter e no Linkedin!

Sobre o Autor

LiveCapital

LiveCapital é um gerenciador de investimentos que ajuda você a controlar online todas as suas ações, derivativos, fundos, renda fixa e outros ativos.