Conheça os maiores vilões que te impedem de investir

Em meio a crises econômicas, é natural que muitas pessoas acabem se desorganizando financeiramente e fiquem endividadas. Quando isso acontece, é mais difícil investir dinheiro. Entretanto, esse não é um problema insolúvel. Pelo contrário, é possível identificar as maiores barreiras que travam os investimentos e elaborar soluções para elas.

Neste post, vamos te contar quais são os maiores vilões que te impedem de investir, e ensinar como driblá-los  de forma inteligente!

Consumismo 

Com tantas ofertas de produtos e propagandas que existem hoje em dia, é muito fácil ceder às tentações do consumismo exacerbado e das compras por impulso. Só que é preciso ter cuidado, porque consumir mais do que o necessário acaba com parte dos rendimentos e desperdiça uma grande quantia que poderia ser investida. 

Por isso, fique atento a esses pequenos gastos que, à primeira vista, podem parecer inofensivos mas que, no fim do mês, podem se tornar um vilão para seu orçamento. Você deve sempre se perguntar se realmente precisa de determinado produto ou serviço antes de se decidir pela compra.  

Gastar mais do que se ganha

Para conseguir poupar e investir dinheiro, é preciso adotar um padrão de vida inferior ao seu salário, ou seja, seu orçamento nunca deve exceder a sua renda. Se você estiver gastando demais, uma solução possível é cortar os gastos supérfluos, como, por exemplo, cancelar a assinatura de uma TV a cabo que raramente você assiste, diminuir o plano de telefonia, deixar de gastar com besteiras, entre outras medidas. 

Um erro recorrente é não saber exatamente quanto se ganha e quanto se gasta por mês. Outro equívoco comum é fazer os cálculos considerando o salário bruto, em vez do líquido. Isso cria uma falsa ilusão de que você dispõe de mais dinheiro do que de fato tem. É preciso manter um orçamento doméstico, atualizado com todos os ganhos e gastos discriminados. 

Para reduzir despesas, é preciso ter um planejamento financeiro eficiente, que permitirá ter maior controle sobre suas receitas para saber o que é preciso cortar.

Não ter metas 

Para economizar dinheiro, é fundamental estipular metas de economia, pois poupar sem ter um objetivo real é a maneira mais fácil de perder o controle. Ao planejar aonde se quer chegar, quanto dinheiro deve ser poupado e o que será feito em prol desse objetivo, você passa a administrar o seu dinheiro de forma mais inteligente.  Em geral, aqueles que não se preocupam com objetivos maiores não têm a mesma motivação daqueles que têm uma meta palpável a ser realizada e, por isso, conseguem usar o dinheiro com sabedoria. 

Por isso, na hora de realizar o planejamento financeiro, crie metas mensais, definindo o quanto pode gastar em cada despesa. Além disso, acompanhe os gastos do mês para se assegurar de que o planejamento está sendo cumprido e aumentar as chances de alcançar as metas. Se, por acaso, você perceber que as despesas em determinada categoria extrapolaram a meta, compense gastando menos em outra área do orçamento. 

Falta de educação financeira

Para gerenciar seu dinheiro com sabedoria, é preciso ter conhecimento sobre o assunto. Mas não pense que é preciso ser um PHD em economia para isso! Você pode alcançar o conhecimento necessário lendo sobre finanças, pesquisando os diversos tipos de aplicações para se investir e consumindo o máximo de informação possível sobre economia, investimentos e planejamento financeiro.

Não traçar planos para o futuro

Muita gente se endivida por só viver o presente e não se planejar para o futuro. É preciso ter uma reserva emergencial para cobrir as despesas de última hora e não passar sufoco em momentos de crise.

Ter um fundo para gastos urgentes e imprevistos é uma prevenção essencial. O ideal é economizar todos os meses e poupar o suficiente para cobrir pelo menos seis meses de seu orçamento. Nesse post, já explicamos como se deve proceder para conseguir juntar dinheiro e criar uma reserva de emergência. 

Ignorar as pequenas despesas do dia a dia
 

Sabe aquele cafezinho diário que você toma depois do almoço, ou aquela despesa de Uber que você fez porque estava com preguiça de caminhar por dez minutos? Elas podem parecer pequenas sozinhas mas, somadas, podem representar um verdadeiro rombo no orçamento. Para evitar surpresas desagradáveis quando abrir a fatura do cartão de crédito, é importante contabilizar gasto por gasto, até mesmo aqueles que parecerem insignificantes. 

 

Esperamos que este post tenha ajudado você a identificar os obstáculos que te impedem de investir dinheiro. Caso tenha restado alguma dúvida, não hesite em nos perguntar! E, é claro, conte com o LiveCapital se precisar de ajuda para gerenciar seus investimentos e multiplicar seu capital. 😉 

 

Sobre o Autor

LiveCapital

LiveCapital é um gerenciador de investimentos que ajuda você a controlar online todas as suas ações, derivativos, fundos, renda fixa e outros ativos.