Como tirar proveito da briga entre corretoras por mais investidores

Recentemente, vários bancos de varejo anunciaram taxa zero para as operações no Tesouro Direto. O mesmo já havia sido feito por algumas corretoras independentes em 2014. Tudo para atrair mais investidores.

O pioneiro aqui no Brasil foi o Bradesco, que zerou a taxa para os títulos do Tesouro ainda em 2017. Em 2018, outras instituições bancárias seguiram a tendência: o Banco do Brasil, o Itaú e o Santander não só isentaram o Tesouro Direto como também a renda fixa e a previdência. Segundo os porta-vozes dos bancos, o volume de títulos públicos aumentou consideravelmente após a iniciativa. 

Porém, essa “briga” por investidores não se limita à renda fixa: nos últimos meses, diversas corretoras anunciaram isenção em certas operações de renda variável, tais como a corretagem de ações, os contratos futuros e os fundos imobiliários. 

Os exemplos são muitos. A Clear Corretora estabeleceu, em setembro, taxa zero para todos os ativos de renda variável. Já a XP zerou as taxas para a compra de cotas de fundos imobiliários, para desenvolver esse produto, que tem foco em longo prazo. A ModalMais, por sua vez, anunciou a isenção para operações no mercado futuro de índice Bovespa e dólar para focar no trader, enquanto a Toro Investimentos anunciou taxa zero de corretagem para as aplicações na Bolsa de Valores que tiveram prejuízo, para estimular o investimento no mercado acionário. Nesse caso, a taxa de corretagem, que é de 10% dos ganhos, será cobrada apenas se o investidor tiver lucro com as ações recomendadas. 

A inovação das fintechs

Diante de toda essa movimentação no mercado dos investimentos, as fintechs encontraram terreno para se desenvolver. Quem entra nesse segmento procura atrair o investidor comum com benefícios, tais como a cobrança de taxas mais baixas ou mesmo a isenção, e a promessa de facilitar a linguagem do mercado financeiro para os iniciantes. A ideia é expandir o acesso das pessoas a esse universo e, é claro, conquistar mais clientes. 

A crescente concorrência no setor é considerada benéfica e importante para movimentar o mercado, trazer inovações e melhorar a relação existente entre as corretoras e seus investidores. E as novidades são muitas! Na Toro, por exemplo, as ações passarão a ser apresentadas em formato de cards sinalizados com a marca que representam, para facilitar a vida do investidor. O tradicional home broker será extinto na corretora, por ser considerado muito complexo para o investidor leigo. 

Outras inovações, tais como a criação de aplicativos e ferramentas que limitam as perdas, também ajudarão a aquecer esse mercado. Ao que parece, a saga para conquistar novos investidores ainda terá vários capítulos. 

Como usar a briga de corretoras por mais investidores a seu favor

Como você pode perceber, as corretoras estão jogando pesado para atrair clientes e movimentar o mercado financeiro, apostando em inovações e concedendo benefícios para os investidores. Esse é o momento perfeito para tirar proveito disso e lucrar mais. 

A primeira vantagem é que, com o aumento da concorrência, fica mais fácil “barganhar” com a corretora, e optar por aquela que oferecer melhor custo-benefício, estiver mais alinhada com os seus objetivos e for mais vantajosa.

Além disso, com as isenções, fica mais fácil se aventurar por caminhos ainda não explorados. Pode ser a hora de usar e abusar das aplicações na renda variável ou de arriscar um investimento diferente, como os fundos imobiliários. Com o novo modelo, em que as taxas de corretagem não se aplicarão em caso de prejuízo, também fica muito mais fácil perder de uma vez por todas o medo da Bolsa de Valores e começar a investir em ações. 

Dessa maneira, é possível diversificar sua carteira de investimentos para diminuir o risco de perder dinheiro e ainda por cima reduzir custos. Vale lembrar que distribuir seu capital em várias aplicações diferentes é a estratégia mais recomendada para quem busca segurança e estabilidade financeira, já que os altos riscos de determinados investimentos são compensados por outras aplicações consideradas mais seguras. 

Para gerenciar tudo isso sem complicações, é fundamental ter perseverança, organização e, é claro, saber gerir de forma inteligente a sua carteira de investimentos. Nossa dica  para simplificar esse processo é apostar em um gerenciador universal como o LiveCapital, uma solução inovadora que permite controlar suas ações, derivativos, fundos, renda fixa e outros ativos, de forma centralizada, segura e totalmente online. O LiveCapital é a ferramenta perfeita para te ajudar a controlar e multiplicar o seu patrimônio.

Quer saber mais? Clique aqui e conheça todos os serviços oferecidos!

Sobre o Autor

LiveCapital

LiveCapital é um gerenciador de investimentos que ajuda você a controlar online todas as suas ações, derivativos, fundos, renda fixa e outros ativos.