Afinal, o que são as debêntures incentivadas?

Já ouviu falar em debêntures incentivadas? São investimentos com isenção fiscal para financiar projetos de infraestrutura. Ou seja, você empresta dinheiro para subsidiar melhorias em rodovias, saneamento básico, construção de aeroportos e portos, transmissão de energia e outros.

No entanto, é preciso saber como escolher e avaliar a empresa para fazer as aplicações. Para conhecer os benefícios das debêntures incentivadas e como investir, acompanhe este post. Boa leitura!

Como escolher?

Existem dois importantes fatores que você deve avaliar e usar como base para saber se é possível e seguro investir na debênture de determinada empresa. Conheça-os a seguir!

Histórico da empresa

Pesquise tudo o que encontrar sobre a organização em que planeja investir. Conheça seu histórico, se tem casos de golpes financeiros ou se cumpre os pagamentos e as obrigações fiscais, e quais são suas notas e seu risco (que são avaliados a partir da capacidade da empresa de pagar suas dívidas).

Prazo de resgate

O prazo para resgate depende de qual título você tem e pode variar bastante. No entanto, como é um investimento de longo prazo, o recebimento do título e da isenção fiscal acontece em um período superior a 4 anos. As debêntures incentivadas têm liquidez diária. Contudo, você deve deixá-las aplicadas até o prazo estipulado para o vencimento.

Como investir em debêntures incentivadas?

Basicamente, existem três formas de investir em debêntures incentivadas:

  • corretoras: normalmente as debêntures são negociadas na bolsa de valores e, para isso, é preciso que você tenha uma conta em uma corretora de valores para intermediar esse processo de negociação;
  • oferta pública inicial: as ofertas das ações de uma empresa são feitas pela primeira vez para o público em geral, o que a torna uma companhia de capital aberto;
  • mercado secundário: é onde são feitas as negociações e as transferências de valores. Com isso, os riscos podem ser analisados e controlados. E mais: é possível fazer o resgate antecipado enquanto mantém os valores de mercado.

Afinal, quais são as vantagens?

Como as debêntures são utilizadas para investimentos em projetos de infraestrutura, o governo isenta os investidores do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). A isenção está disponível apenas para pessoa física: pessoas jurídicas devem pagar o imposto normalmente.

Os rendimentos das debêntures incentivadas podem ser comparados aos do Tesouro Direto (TD), mas com a isenção do IRPF o rendimento acaba sendo maior. Além disso, é possível começar com investimentos de R$ 1 mil.

Os rendimentos são determinados pela taxa prefixada + Índice Nacional de Preços ao Consumidor – Amplo (IPCA), ou seja, a inflação acumulada total. Com isso, garante o poder de compra em qualquer cenário da economia, ao mesmo tempo em que a taxa prefixada garante um rendimento extra.

Para a pessoa física, as debêntures incentivadas são vantajosas em relação a outros investimentos. No entanto, é preciso estudar cautelosamente o título que se pretende comprar, bem como a empresa em que planeja investir para não correr o risco de perder dinheiro.

Precisando conhecer outros tipos de investimentos? Faça o download do nosso ebook e conheça os mais importantes.

Sobre o Autor

LiveCapital

LiveCapital é um gerenciador de investimentos que ajuda você a controlar online todas as suas ações, derivativos, fundos, renda fixa e outros ativos.